Saberes e Sabores - Artesanato
Artesanato

Em Basto, terra de saberes tradicionais, a agricultura nunca ocupou a população a tempo inteiro, até porque o clima assim o determina. O artesanato foi, por isso, ao longo dos tempos, uma actividade complementar de tal modo importante no Minho, que originou a tradicional indústria têxtil.
O homem rural era cesteiro, tamanqueiro, carpinteiro e tanoeiro, enquanto que a mulher se dedicava aos bordados, à fiação e tecelagem do linho e da lã, tradições bem visíveis ainda hoje.
Nas Terras de Basto existem pólos de grande importância destas actividades, nomeadamente em Bucos, no caso da lã (as conhecidas mantas e as capas de burel) e, no caso do linho, um pouco por todas as Terras de Basto, com especial importância em Limões e Cerva – Ribeira de Pena – onde existem duas cooperativas de produção a laborar e um Centro de Artesanato. Ir à Feira do Linho de Ribeira de Pena é reviver a tradição em pleno e oportunidade única de observar o resultado genuíno desse engenho e arte.

Outras feiras de artesanato e/ou produtos locais merecem aqui destaque:
•AgroBasto – durante as Festas de S. Miguel em Cabeceiras de Basto;
•Feira da Terra em Mondim de Basto;
•Feira do Artesanato e da Gastronomia em Celorico de Basto.

+351253662025 | +351253662025